Plataforma Notícias Ordem Engenheiros Região Norte - Português vence prémio internacional em Engenharia Civil

Português vence prémio internacional em Engenharia Civil

Notícia 22 Março, 2019

André Furtado, estudante de doutoramento em Engenharia Civil na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), conquistou o Buildings Travel Award 2019, distinção internacional destinada aos melhores trabalhos de investigação realizados por estudantes estudante de doutoramento na área dos edifícios.

Atribuído pela revista Buildings, publicação científica internacional especializada nas áreas da engenharia civil e arquitetura, o trabalho premiado consistiu na avaliação da vulnerabilidade sísmica de edifícios de betão armado com paredes de enchimento e desenvolvimento de soluções de reforço.

No âmbito deste trabalho de investigação foi desenvolvida uma ferramenta numérica que permite simular o comportamento sísmico de paredes de alvenaria de enchimento e a sua interação com o edifício de betão armado. De acordo com André Furtado, esta ferramenta “é bastante eficiente e de fácil implementação pelo utilizador.” O principal objetivo, acrescenta o investigador, é que “seja possível realizar o dimensionamento de novos edifícios de betão armado e avaliação da vulnerabilidade sísmica de edifícios existentes, considerando a presença das paredes de enchimento”.

As principais conclusões deste trabalho de investigação apontam para uma forte influência das paredes de enchimento na resposta sísmica dos edifícios de betão armado em termos de rigidez, resistência e possibilidade de expor o edifício à ocorrência de mecanismos de rotura, que podem resultar no seu colapso integral.

Para André Furtado, receber este prémio representa “um orgulho e uma satisfação muito grande”. Até porque, “mais do que a distinção individual”; representa “um reconhecimento do trabalho que tem vindo a ser realizado no Laboratório de Engenharia Sísmica e Estrutural da Faculdade de Engenharia da U. Porto, por um grupo do qual eu faço parte, juntamente com a minha equipa de orientação e técnicos de laboratório”.

Fonte: FEUP