Engenharia em debate na Câmara de Famalicão

Evento 20 Setembro, 2019

Depois do Porto, de Viana do Castelo, Braga e Vila Real, foi a vez de a OERN em… seguir para Famalicão, onde foram abordados os temas da mobilidade, energia, e inteligência artificial.

A sessão de abertura esteve a cargo de Leonel da Cunha e Silva, Delegado Distrital Adjunto de Braga, que afirmou que a Delegação “procura contribuir para o desenvolvimento da região, desenvolvimento esse que terá de ser sustentável, baseado em energias renováveis e economia circular. A resposta a estes desafios só será possível com a Engenharia”. Joaquim Poças Martins, Presidente do Conselho Diretivo da OERN, que relembrou a importância de ”levar a Ordem para fora de portas, aproximando os engenheiros das câmaras e do poder autárquico”. Na sessão de abertura este ainda o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunho que manifestou a sua satisfação em ver a OERN no município.

A abrir o primeiro painel esteve José Mendes, Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, que abordou o “aumento da população e consequente aumento das necessidades de mobilidade no futuro”, daí a obrigação de otimizar cada vez mais as opções de mobilidade. Referiu também “que a monitorização das emissões CO2 e da eficácia energética têm de ser uma constante”. Lembrou ainda que o “esforço comportamental é essencial” para que estas soluções resultem.

Neste painel participaram ainda Francisca Magalhães, Direção Departamento de Ornamento e Gestão Urbanística da CM de Famalicão, e Carlos Vasconcelos, Medway, que apresentaram projetos de mobilidade em Famalicão.

No segundo painel foram abordados os temas da inteligência artificial e da energia que estiveram a cargo de Paulo Cortez, DSI Minho, Clara Gouveia, INESTEC e Ribeiro Fernandes, Coordenador do Colégio de Engenharia Eletrotécnica – Norte.