Plataforma Notícias Ordem Engenheiros Região Norte - Há Engenharia portuguesa premiada

Há Engenharia portuguesa premiada

Notícia 8 Outubro, 2020

Pela primeira vez uma equipa portuguesa, constituída por investigadores da Universidade do Minho, foi premiada pela Sociedade Americana de Ergonomia.

 

A equipa da UMinho constituída por Pedro Arezes, membro da Ordem dos Engenheiros e presidente da Escola de Engenharia da Universidade do Minho, Álvaro Sampaio, doutorado em Engenharia de Polímeros, António Pontes, doutorado em Projeto e Processamento de Polímeros e Paulo Simões, doutorando em Engenharia Industrial e de Sistemas, foi distinguida com o artigo intitulado “Hand-product contact point detection on surgical instruments: a user evaluation”.

Esta é uma distinção feita pela Sociedade Americana de Ergonomia e Fatores Humanos (HFES) e é a primeira vez que o prémio, criado há três décadas, distingue portugueses e vai ser atribuído no Congresso Anual da HFES. O júri do galardão juntou 50 figuras de universidades de topo e instituições como Google, NASA e General Motors.

Todos os anos é deixado material cirúrgico no corpo de pacientes, devido a negligência e ao stress na mesa de operações. Este artigo propõe um sistema RFID (identificador por rádio frequência) incorporado nos instrumentos cirúrgicos, para que estes sejam logo detetados e não fiquem esquecidos no corpo dos doentes. Em particular, o estudo analisou e mapeou áreas de contacto entre as mãos dos cirurgiões e sete tesouras cirúrgicas. A ideia foi assegurar, através da avaliação dos próprios profissionais, que a posição do RFID não perturba na manipulação dos instrumentos.

 

Sobre a HFES

A HFES é uma das sociedades mais influentes do mundo em ergonomia. Nasceu em 1955 em Los Angeles, tem 65 filiais na América do Norte e Europa e reúne mais de 4000 profissionais.

 

Pedro Arezes foi um dos convidados das Grandes Entrevistas de Engenharia. Reveja aqui 

 

Fonte: Notícias UMinho