Plataforma Notícias Ordem Engenheiros Região Norte - Há Engenharia do INESC TEC e da FEUP que torna a floresta mais segura

Há Engenharia do INESC TEC e da FEUP que torna a floresta mais segura

27 Abril, 2021

INESC TEC e a FEUP integram consórcio de projeto que pretende criar novas tecnologias e serviços nas áreas da gestão integrada da floresta e do fogo.

 

INESC TEC e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) integram o consórcio do projeto rePLANT, liderado pelo laboratório colaborativo ForestWise, que pretende criar novas tecnologias e serviços, na sua maioria suportados por tecnologias digitais, nas áreas da gestão integrada da floresta e do fogo.

O projeto vai implantar oito estratégias, estruturadas em atividades de investigação industrial, organizadas em três grandes áreas de atuação: gestão da floresta e do fogo, gestão do risco, e economia circular e cadeias de valor. Integra iniciativas como a monitorização da floresta através de câmaras óticas, o desenvolvimento de novos modelos de gestão florestal sustentável para as principais espécies florestais portuguesas ou o uso da robótica nas operações florestais.

O INESC TEC será responsável pelo desenvolvimento de novas tecnologias (tais como sistemas para inventário florestal e para apoio à decisão, planeamento e controlo das operações e logística, plataforma de IoT, máquinas e alfaias multi-funcionais e de precisão, sistemas de automatização e sensorização), assegurando a interoperabilidade e disponibilidade de dados de algumas destas novas soluções. Além disso, irá estudar possíveis modelos de negócios para comercializar máquinas/alfaias autónomas e fará também a aplicação de uma abordagem de modelos mentais para estabelecer estratégias de comunicação de risco adequadas.

“Este projeto constitui uma oportunidade única para criar as bases para a transformação que é necessária no setor florestal. O INESC TEC, em união com as empresas de maior relevância no setor florestal, energético e tecnológico associaram-se à academia e ao conhecimento para definir as melhores estratégias para a transformação em prol de uma floresta mais sustentável, preparando as necessidades das gerações futuras”, referiu à Notícias UP Reinaldo Gomes, investigador e gestor do projeto no INESC TEC.

 

Sobre o projeto rePLANT

O projeto nasce da necessidade de desenvolver soluções integradas e inovadoras que garantam a gestão sustentável das florestas portuguesas, de forma a que estas estejam cuidadas, protegidas e que sejam uma fonte de riqueza para as pessoas, as comunidades e o país. A valorização das florestas nacionais é um dos principais objetivos do rePLANt, que, através de um esforço colaborativo irá contribuir para uma gestão integrada das florestas e do fogo.

O rePLANt mobiliza 20 entidades, entre empresas líderes do setor e entidades de Investigação & Inovação (I&I), num esforço comum e coordenado para implementar 8 Estratégias Colaborativas que darão origem a novos Processos, Produtos e Serviços – Linhas de Atuação.

Com um período de atuação de 3 anos, é um projeto com um orçamento de 5,6 milhões de euros, sendo apoiado em 3,3 milhões de euros pelo Compete/Portugal 2020, através do Programa Operacional Competitividade e Inovação (POCI) e o Programa Operacional Lisboa 2020.

O rePLANt traz uma nova perspetiva sobre a gestão integrada da floresta e do fogo, alicerçada no conhecimento científico e tecnológico, por via da introdução de novos equipamentos mais eficientes e inteligentes para a floresta e com melhor performance ambiental.

 

Fonte: Notícias UP