Plataforma Notícias Ordem Engenheiros Região Norte - Há um engenheiro português distinguido pelo estudo no diagnóstico da Leucemia

Há um engenheiro português distinguido pelo estudo no diagnóstico da Leucemia

Prémio 3 Setembro, 2020

A Engenharia portuguesa volta a brilhar internacionalmente. “Convolution Neural Network Models for Acute Leukemia Diagnosis“ é o título do artigo que valeu ao engenheiro Mecânico e membro da Ordem dos Engenheiros, João Manuel RS Tavares uma menção honrosa na International Conference on Systems, Signals and Image Processing (IWSSIP) que decorreu no passado mês julho.

 

João Manuel RS Tavares, membro da Ordem dos Engenheiros, professor do Departamento de Engenharia Mecânica da FEUP e investigador no Laboratório Associado de Energia, Transportes e Aeronáutica do INEGI, conquistou uma Menção Honrosa no âmbito da International Conference on Systems, Signals and Image Processing (IWSSIP) 2020, com o artigo “Convolution Neural Network Models for Acute Leukemia Diagnosis“.

Juntamente com uma equipa de investigadores da Universidade Federal do Piauí no Brasil (UFPI), João Tavares focou-se na melhoria do diagnóstico precoce da Leucemia Linfoide Aguda e da Leucemia Mieloide Aguda, propondo uma deteção automática das patologias através de técnicas de processamento de imagem e de machine learning.

Em declarações ao Notícias UP , o engenheiro aponta que “os tratamentos da Leucemia Linfoide Aguda e da Leucemia Mieloide Aguda são diferenciados e o diagnóstico precoce auxilia na sobrevida do doente. Existem sistemas computacionais que providenciam um diagnóstico auxiliar e eficaz para os especialistas. Através de imagens de exames, esses sistemas utilizam técnicas de processamento de imagem e de machine learning para auxiliar os especialistas na obtenção de diagnósticos sobre a leucemia aguda”, conclui.

 

A importância do diagnóstico precoce

Com vasta experiência em processamento e análise de imagens biomédicas, João Tavares esclarece ainda a importância e o impacto de um diagnóstico precoce no desenvolvimento da doença. “Estes dois tipos de leucemia aguda necessitam de um diagnóstico em estágios iniciais da doença para proporcionar o tratamento adequado. O objetivo deste trabalho foi realizar a deteção automática dos tipos de leucemia aguda a partir de imagens de lâminas de sangue”.

A investigação em causa conta com a participação de diversos investigadores da área da Engenharia, com João Tavares a colaborar ativamente na definição de tarefas, análise dos resultados obtidos e na escrita de publicações.

 

Fonte: Notícias UP