Plataforma Notícias Ordem Engenheiros Região Norte - Projeto de engenheiros portugueses distinguido pela União Europeia

Projeto de engenheiros portugueses distinguido pela União Europeia

Prémio 28 Outubro, 2020

O projeto FotoInMotion (FiM), desenvolvido por engenheiros portugueses foi distinguido pela iniciativa European Commission’s Innovation Radar.

 

projeto FotoInMotion (FiM), no qual participam diversos engenheiros, foi distinguido pela iniciativa European Commission’s Innovation Radar, enquanto projeto inovador de alto potencial dentro da União Europeia (UE).

Esta é uma iniciativa da Comissão Europeia que distingue os resultados de projetos financiados pela UE e das respetivas equipas de investigação. No caso do FiM, a distinção incide especificamente sobre a tarefa e resultados do projeto, que estão sob responsabilidade da equipa de investigadores do INESC TEC, coordenada por Paula Viana, membro da Ordem dos Engenheiros e docente do ISEP.

Paula Viana destaca que “os objetivos a que nos propusemos, no início do projeto, eram muito ambiciosos e os desafios foram imensos. Ao longo do projeto, as nossas contribuições tinham já sido, progressivamente, reconhecidas e elogiadas internamente pelos restantes parceiros. Esta distinção, agora vinda do exterior, veio confirmar o impacto do trabalho que desenvolvemos deixando-nos, como disse, muito felizes”, referiu ao ISEP.

A equipa que contribuiu para os resultados identificados nesta distinção inclui ainda Pedro Carvalho, Luís Vilaça, Inês Teixeira, Teresa Andrade e Tiago Costa. A equipa contou ainda com a colaboração de José Pedro Pinto, alumnus do Mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores do ISEP.

Com o mote Repurposing and enriching images for immersive storytelling through smart digital tools, o projeto FotoInMotion teve início em janeiro de 2018 e termina em dezembro deste ano.

 

Sobre FotoInMotion (FiM)

O FiM consiste numa ferramenta que introduz uma forma inovadora de transformar uma única fotografia num vídeo de alta qualidade, com efeitos dinâmicos de storytelling e branding.

A ferramenta pode ser utilizada em desktop e mobile, permitindo aos produtores de conteúdo audiovisual e ao público criativo, através de conteúdo estático (fotografia), produzir um clip de vídeo capaz de contar uma história adequada ao contexto em que a imagem foi capturada. Para concretizar este processo inteligente de storytelling é feita uma edição automatizada e são adicionados efeitos dinâmicos, através de técnicas de inteligência artificial, visão por computador, machine learning, crowdsourcing, sendo ainda recolhida informação proveniente de sensores existentes nos dispositivos de captura. Assim, de forma rápida e automática o FiM tem em conta o conteúdo existente numa fotografia e permite dar relevância aos diversos objetos nela contidos. A sua aplicação é especialmente importante ao permitir a reutilização de conteúdos multimédia estáticos, que podem ser transformados, de forma automática e sem custos, numa animação para as redes sociais ou para um portal Web. A grande variedade de efeitos artísticos que podem ser aplicados às imagens foram especificamente pensados para envolver o espetador e criar histórias apelativas e adaptadas ao contexto e cenário de aplicação.

 

Fonte: Notícias ISEP